Posts Recentes!

cozinheiro profissional

Como se tornar um cozinheiro profissional? Veja como tornar a culinária uma profissão

A culinária é uma verdadeira arte e muitas pessoas sonham em se tornar um cozinheiro profissional. Afinal, a paixão pela cozinha pode ser levada para além do hobby ou da preparação de pratos para a família, tornando-se uma verdadeira profissão que, aliás, pode ser muito lucrativa.

Contudo, como tornar possível o sonho de se tornar um verdadeiro MasterChef e transformar a experiência com as panelas em uma profissão? Para isso existem diversos cursos de graduação e especializações diversas. Muitas delas estão no Brasil, não sendo necessário um curso internacional para se tornar profissional na arte culinária.

Abaixo, confira os cursos de graduação de gastronomia e outras formas de se tornar um profissional da culinária!

cozinheiro profissional

ESTÁCIO: Conheça os cursos da Estácio e ganhe até 50% de bolsa! Clique aqui e saiba mais: https://matriculas.estacio.br/cursos!

Cursos de Gastronomia: Como se tornar um cozinheiro profissional

Primeiramente, cabe ressaltar que não é necessário fazer uma graduação de gastronomia para ser considerado um profissional da área. Afinal, conhecimento prático é muito valorizado nessa área e vale mais do que qualquer diploma.

Entretanto, é claro que cursos da área podem ser muito favoráveis e auxiliar na trajetória de profissionalização. Existem não só cursos superiores como também outros específicos que podem ser essenciais para alavancar a carreira.

Confira algumas dicas de como se tornar um Chefe de Cozinha e garantir sucesso na gastronomia!

1.  Busque cursos e escolas de culinária

Existem diversas escolas de culinária espalhadas pelo país que podem auxiliar no sonho de se tornar um cozinheiro profissional. Eles são ofertados em variados valores, assim como possuem diversas durações e fins inúmeros.

cozinheiro profissional

Por exemplo, existem cursos completos sobre a arte da panificação, enquanto outros são destinados à chamada cozinha salgada e à pâtisserie (doces).

Dentre as escolas existentes no Brasil, a mais famosa provavelmente seja a Le Cordon Bleu, que inclusive é responsável por conceder um dos principais prêmios dos concursos do MasterChef Brasil. Embora a sede dessa escola esteja na França, ela possui diversas unidades distribuídas no mundo, inclusive no Brasil.

Enquanto o curso da escola francesa seja de valor mais alto, dentre os cursos mais em conta estão os oferecidos pelo Senac, por exemplo, que é muito bem conceituado no território brasileiro e no mercado da gastronomia.

2.  Considere os cursos de graduação em Gastronomia

Conforme já citamos, o título de cozinheiro profissional não depende, necessariamente, da graduação em curso superior no curso de gastronomia.

Porém, esse curso pode auxiliar de sobremaneira quem quer se aventurar nessa arte de forma profissional. Além disso, o curso não oferece apenas matérias concernentes à produção de alimentos diversos, mas também de administração, o que é essencial para quem sonha em abrir um restaurante ou outro negócio relacionado à gastronomia.

São inúmeras as universidades brasileiras que oferecem cursos de graduação em gastronomia, embora ainda sejam poucos os de natureza pública.

Dentre as universidades públicas que oferecem cursos de graduação em gastronomia estão, por exemplo, a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), a Universidade Federal da Bahia (UFBA) e a Universidade Estadual de Goiás (UEG).

Por outro lado, são diversas as universidades de natureza privada que possuem bons cursos para quem quer se tornar um cozinheiro profissional. Destacam-se, entre elas, a Anhanguera,  Estácio e a PUC-RS (Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul).

3.  Invista em um intercâmbio educacional

Esse é um dos caminhos escolhidos por muitos aspirantes a profissionais da gastronomia, tenham eles realizado cursos profissionalizantes ou não.

O principal destino dos cozinheiros é a Europa e, nela, destacam-se a França, Inglaterra e Portugal. Em todos esses lugares é possível escolher dois caminhos, ou ambos: a realização de cursos na área ou encontrar trabalho nos restaurantes locais. É muito comum que restaurantes contratem estrangeiros.

É preciso lembrar, porém, que a dia a dia de uma cozinha profissional, especialmente em terras estrangeiras, demanda longas horas de trabalho e que o caminho não começa glamouroso. Entretanto, se esse for o seu sonho, lembre-se de que é apenas uma etapa a ser vencida e que isso lhe trará muitos frutos no futuro!

4.  Busque teoria e prática por meio da leitura

Finalmente, também é possível estudar gastronomia em casa na busca de se tornar um cozinheiro profissional. Aliás, com ou sem curso na área essa é uma ótima forma de estudar, aprender novas receitas e colocá-las em prática.

Além disso, é importante que os cozinheiros, mesmo após especializados, busquem sempre estar informados quanto às novas técnicas e novidades gastronômicas.

São diversas as obras literárias que podem ser utilizadas por um cozinheiro, seja ele iniciante ou experiente. Aliás, a própria Le Cordon Bleu, assim como o Senac, possui publicação própria em que são apresentadas técnicas culinárias assim como o passo a passo de realização.

Essas são as principais dicas para se tornar um cozinheiro profissional e conquistar o mundo da gastronomia, um mercado que cresce e é valorizado cada vez mais.